quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Anti-Crise

Nunca tive tantas propostas como agora. O meu agente bombardeia-me todos os dias com propostas, umas mais originais que as outras, e outras mais bem pagas.
O estranho é serem tantas. Note-se que as pessoas não sabem que eu sou a "Mia Tolerada", porque tenho a certeza que aí é que seria muito requisitada!
Por isso, tenho rejeitado mesmo muito trabalho.
Até porque sempre defendi a velha máxima: "Poucos mas bons clientes". A exclusividade é fundamental neste emprego, caso contrário eu própria me banalizo e deixo de levar cada trabalho tão a sério. Gosto de me preparar, e dedicar a 100% para cada cliente. Como se fosse uma actriz a preparar a participação num filme. Uma coisa de cada vez, e com muita calma.
Por isso é que sou tão procurada.

De qualquer forma, num momento em que se fala tanto de crise, é caso para perguntar onde é que ela pára?
É que eu não aceito cartões de crédito...

Sem comentários:

Enviar um comentário